Curiosidades Têxtis


Descubra aqui particularidades dessa maravilhosa indústria que você nunca imaginou antes.

VOCÊ SABIA QUE...

Nove mil metros de fio de elastano (conhecido como LycraÒ -DuPont) já pesaram 1.120 gramas, hoje pesam sete gramas.
Nos afinal dos anos 60 surgiram o raion e o nylon. Rhodia e DuPont, orientadas por suas matrizes européias, revolucionaram o mercado. Depois do nylon, surge o terno de tergal e a camisa "Volta ao Mundo", que era quente no verão e fria no inverno. São os melhores momentos do nylon e da helanca (nylon texturizado). Os sintéticos entram na moda, mas são ásperos ao toque e desconfortáveis.
Nos anos 90 as microfibras, desenvolvidas especialmente no Japão, já respiram melhor, ficam mais agradáveis ao toque e possuem aparência de fibras naturais. A Rhodia lança no Brasil a microfibra Meryl, que oferece movimento, elasticidade e troca térmica. As tendências da moda valorizam o brilho do sintético.

Fonte: Revista da Folha/ ANEL

- Uma fibra, para ter aplicabilidade têxtil, precisa ter características de flexibilidade, suavidade, conforto ao uso e alongamento. Porém existe um fator que determina todas estas características, que é a base química. A fibra têxtil deve em primeiro lugar ser uma substância constituída por macromoléculas lineares. Esta pode ser encontrada em substâncias naturais, como os vegetais (nesse caso a macromolécula linear seria celulósica), pêlos de animais etc. Ou então ser sintetizada, fabricada a partir de substâncias químicas que através de reações formam a macromolécula linear.

- O algodão, quando úmido, possui maior resistência do que quando seco da ordem de 5 a 8%.

- A viscose, quando úmida perde de 40 a 60% de sua resistência quando seca.

- Mercerização é o nome dado a um tratamento que se aplica ao algodão (já na forma de fio, tecido ou malha) em soda cáustica, Quando se visa aumentar o seu brilho, resistência e afinidade por corantes.

- Os pêlos da lã crescem a partir de raízes em forma de cebola que se encontram dentro da pele dos carneiros. A umidade do ar, pulverizada ou em forma de vapor, é absorvida ligando-se quimicamente com a fibra liberando calor. A umidade armazenada é eliminada lentamente. Esta é a razão porque a roupa de lã protege contra resfriamento quando há quedas repentinas de temperatura, seja pela chuva ou mesmo pelo suor.

- A seda é cultivada há 4000 anos, sendo originária da China onde criavam-se bichos-da-seda para obtenção das fibras de seda e produção dos seus artigos. Isto era feito em segredo, sendo os delatores castigados com pena de morte. No século VI a criação do bicho-da-seda e a manufatura da seda espalharam-se pelos países que rodeavam o Mar Mediterrâneo.

Fonte: Apostila Fibras, Fios e Tecidos - ANEL

Algumas fibras são mais conhecidas pelo seu nome comercial do que por seus nomes oficiais, veja alguns exemplos:

Poliamida - Nylon®
Poliéster - Tergal®
Elastano - Lycra®
Liocel - Tencel®
- Tencel® é o nome comercial da fibra Liocel, a primeira nos últimos 30 anos, 100% celulósica desenvolvida pela Courtaulds que começou sua produção em escala industrial em 1991 em Mobile nos USA. O Tencel® de acordo com o fabricante é a fibra do próximo século por ter características de fibra natural e resistência de fibra sintética.